"If you put two economists in a room, you get two opinions, unless one of them is Lord Keynes, in which case you get three opinions." Winston Churchill
22
Set 10
publicado por Paulo Ferreira, às 23:18link do post | comentar | | adicionar aos favoritos

Dois amigos foram pescar para um rio nas montanhas. Corria bem a pescaria quando reparam, ao longe, num urso enorme que caminhava em direcção a eles em passo cada vez mais acelerado. O carro estava distante e por ali não havia forma de se colocarem a salvo. Começaram a correr. O urso, ainda longe, também. Um dos amigos resolve então parar, sentar-se no chão e abrir a mochila.

- O que é que estás a fazer?

- Assim não consigo correr depressa. Vou tirar estas botas pesadas e molhadas e calçar os ténis que tenho na mochila.

- Estás louco? Achas que mesmo com ténis consegues correr mais depressa do que o urso?

- Eu não tenho que correr mais do que o urso. Para me safar só preciso de correr mais do que tu.

 

Lembrei-me desta história a propósito do que se tem passado nas últimas semanas nos mercados europeus de dívida soberana.

Os investidores são o urso. A Grécia e a Espanha são o pescador que calçou os ténis. Portugal - e, eventualmente, a Irlanda - são o outro amigo.

 

Até Agosto, a despesa pública portuguesa aumentou "apenas" 2,7% em relação ao período homólogo do ano passado. Pode pensar-se que é um bom resultado, ou um resultado menos mau, uma vez que nos meses anteriores a despesa estava a aumentar a um ritmo superior.

Mas quando verificamos que a Espanha cortou as despesas em 2,5% até Julho (está na página 6-8 do link) e que a Grécia baixou os gastos do Estado em 7,6% até Agosto não temos dúvidas sobre quem correu mais e quem se deixou ficar para trás, transformando-se na presa preferencial do urso.


E mais, nós aumentámos a despesa face a um ano em que (Sócrates dixit) houve um nível de despesa extraordinário para ajudar os pobrezinhos, os desempregados e as empresas em dificuldades. Muito teatro (e do bom!) vimos todos sobre este tema. Este ano, que em teoria já seria um ano "normal", afinal a despesa sobe ainda mais. O nosso problema é sermos mesmo uns anormais! Abraços
Pedro M.P. a 23 de Setembro de 2010 às 10:31

mais sobre o autor
Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
16
17
18

19
20
21
23

26
27
28
29
30


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO