"If you put two economists in a room, you get two opinions, unless one of them is Lord Keynes, in which case you get three opinions." Winston Churchill
15
Set 10
publicado por Paulo Ferreira, às 22:47link do post | comentar | | adicionar aos favoritos

Rui Pedro Soares e Soares Carneiro receberam, em conjunto, um milhão e 800 mil euros quando se demitiram da administração da Portugal Telecom na sequência do caso "PT/TVI". Segundo foi comunicado oficialmente em Fevereiro, ambos se demitiram, não foram demitidos. Ainda assim, levaram uma quantia elevada em jeito de indemnização. Indemnizados de quê?

 

A reputação corporativa é, hoje, um bem precioso. Foi, aliás, em nome dela que Henrique Granadeiro implodiu a tentativa de compra da TVI pela PT, como o próprio já afirmou repetidamente. Granadeiro viria também a afirmar que o envolvimento da PT no caso da escutas, provocado por aqueles dois administradores, estava a ter um "impacto brutal" na reputação da empresa.

 

As empresas que honestamente se preocupam com a sua reputação têm que começar a perceber que não podem premiar aqueles que a minam de forma tão desastrada. Por uma questão moral, antes de mais. E para não transmitir aos seus quadros os incentivos errados, logo a seguir.

Mas se a moralidade e os incentivos correctos não são argumento suficiente, então que se preocupem, mais uma vez, com a sua imagem perante os vários stakeholders. É que o prémio dados aos prevaricadores funciona como um segundo rombo na reputação, que se soma ao primeiro.

 

Hoje, sabendo-se como foi generosa com Rui Pedro Soares e com Soares Carneiro, a PT é uma empresa menos digna do que era ontem. Porque há indemnizações que são indignas e dão cabo de uma reputação.


mais sobre o autor
Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
16
17
18

19
20
21
23

26
27
28
29
30


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO